A Comissão Bancária (no Brasil, Comissão de Trade Finance) é uma entidade global líder na formulação de regras e inteligência de mercado para a indústria de financiamento do comércio (‘trade finance’). Seu principal objetivo é a criação de regras e padrões universalmente aceitas para o uso de cartas de crédito, pedidos de garantias, forfaiting, e supply chain finance

Qualquer expansão internacional das empresas brasileiras dependerá de maior acesso a capital. De acordo com dados da OMC, 80% a 90% do comércio mundial depende do financiamento e dos produtos de trade finance. Só a UCP600 da ICC - as regras de comércio mais bem-sucedidas já desenvolvidas pelo setor privado - servem de base para transações comerciais que superam US$ 2 trilhões por ano. No Brasil, o acesso a esse tipo de crédito é um desafio, especialmente para as pequenas e médias empresas.

O principal objetivo da comissão no país é reunir bancos e empresas para encontrar, junto aos reguladores, soluções que permitam às empresas brasileiras acessar produtos de trade finance competitivos e adequados para o financiamento de suas cadeias de produção voltadas ao comércio internacional.

Principais projetos da Comissão no Brasil

  • Estabelecimento e revisão periódica das Regras e Usos Uniformes sobre Créditos Documentários (UCP 600), Regras Uniformes para Pedidos de Garantias (URDG), Práticas Bancárias Internacionais Padronizadas (ISBP) e as Regras sobre Bank Payment Obligation (BPO).
  • Aumento da participação brasileira no ICC Global Survey on Trade Finance, pesquisa que resulta na publicação de relatório anual com as principais tendências do mercado de trade finance.
  • Participação dos bancos no grupo sobre o ICC Digitalisation on Trade Finance Roadmap, que tem o objetivo de assegurar que as regras de trade finance sejam compatíveis ao mundo digital e também estabelecer uma série de padrões que permitam conectividade para prestadores de serviços de trade finance.
  • Desburocratização das operações de trade finance no Brasil, atualizando regulações ultrapassadas que encarecem e tiram a agilidade dos produtos. Uma das frentes será a digitalização dos processos.
  • Revisão de programas como o PROEX, sugerindo adaptações para o governo de modo a tornar mais simples e acessível a tomada de financiamento para exportações.

Com mais de 600 membros de 100 países, a Comissão Bancária é a maior da ICC.

Atualmente, o grupo global é presidido por Daniel Schmand, Head of Trade Finance & Cash Management Corporates EMEA do Deutsche Bank.

No Brasil, a Comissão é presidida por Sandro Nunes, Head de Trade Finance & Local Lending Product do Citi, vice-presidida por Paulo Guimarães, Business Head do Banco do Brasil, e tem como secretário-executivo Bruno Balduccini, sócio do Pinheiro Neto Advogados.

Consulte aqui mais informação sobre o trabalho desta Comissão.

None